Perfil

Criamos esse espaço para que nossos pacientes, amigos e curiosos por nutrição possam sempre encontrar informações, novidades, receitas e dicas que vão de encontro ao nosso atendimento. Esperamos que vocês curtam!

CONTATO:

Rua Dr. Montaury 1441 sala 402. Caxias do Sul/RS
Tel: (54) 30664554
Whats: (54) 981557525
Email: clarisse@corporesanocaxias.com.br
Site: www.corporesanocaxias.com.br
Face: www.facebook.com/clarisse.zanette
Instagran: @clarissezanette

18 de novembro de 2014

Adoçantes artificiais induzem intolerância à glicemia através da alteração da microbiota intestinal





Um recente estudo publicado na revista Nature (revista bem conceituada) mostrou que adoçantes artificiais induzem a intolerância à glicemia através da alteração da microbiota intestinal.
Os autores pesquisaram formulações comerciais (sacarina, aspartame ou sucralose) e adicionaram estas substancias à água de ratos e com o grupo controle utilizaram água pura, água com glicose ou água com sacarose. O estudo mostrou que ratos que consumiram adoçantes artificiais não calóricos desenvolveram intolerância à glicose, enquanto aqueles que consumiram água, glicose e sacarose, não desenvolveram.

Após estudo em animais, os pesquisadores estudaram esta relação com humanos e identificaram correlações positivas entre o consumo de adoçantes artificiais não calóricos e síndrome metabólica. Foi estudo 381 indivíduos não-diabéticos.

Através deste estudo, os pesquisadores concluíram que o uso adoçantes artificiais não calóricos tanto em animais, quanto em humanos aumenta o risco de intolerância à glicemia e este efeito é mediado pela alteração/modulação da microbiota intestinal ou seja, o consumo de adoçantes artificiais induzem à disbiose intestinal e aumenta o risco de obesidade e diabetes.



E aí fica uma pergunta: Você consome alimentos light? Bebe refrigerante light para emagrecer?

 Pois então, está na hora de começar a reduzir o consumo deste alimentos e iniciar mudanças nos hábitos alimentares!




Se quiser ler mais sobre o artigo: