Perfil

Criamos esse espaço para que nossos pacientes, amigos e curiosos por nutrição possam sempre encontrar informações, novidades, receitas e dicas que vão de encontro ao nosso atendimento. Esperamos que vocês curtam!

CONTATO:

Rua Dr. Montaury 1441 sala 402. Caxias do Sul/RS
Tel: (54) 30664554
Whats: (54) 981557525
Email: clarisse@corporesanocaxias.com.br
Site: www.corporesanocaxias.com.br
Face: www.facebook.com/clarisse.zanette
Instagran: @clarissezanette

27 de setembro de 2010

NOVIDADE DAS FARINHAS

Saiba quais são os benefícios das farinhas!


 Farinha de Berinjela: É um vegetal rico em vitamina A, complexo B e C, cálcio, fósforo e ferro, além de antioxidante como flavonóides presente na casca da berinjela. Auxilia na redução do colesterol e triglicerídeos.

 Farinha de Feijão Branco: a proteína presente no grão inibe o processo de digestão do carboidrato e retarda a absorção de açúcares no sangue. A faseolamina substância presente no feijão branco ajuda a reduzir o apetite, auxiliando no emagrecimento.

 Farinha de Laranja: Auxilia no emagrecimento, digestão e estimulante geral.

 Farinha de Banana Verde: além de ser rico em vitaminas, minerais e fibras, contém amido resistente (que melhora o funcionamento do intestino). A farinha de banana verde auxilia na redução da glicose, diminuição do apetite, emagrecimento e disbiose intestinal.

 Farinha de Maracujá: Rico em fibras (pectina). Ajuda na redução da glicose e colesterol ruim, regula a flora intestinal e age como moderador de apetite.

 Farinha de Maçã: Rico em vitaminas, minerais e fibras. A farinha de maçã aumenta a sensação de saciedade e reduz o apetite, auxiliando na perda de peso. Auxilia na redução do colesterol e dos triglicerídeos, auxiliando na prevenção das doenças cardiovasculares.

 Farinha de Uva: Rica em fibras e flavonoides. Auxilia na redução do colesterol, antioxidante, previne o envelhecimento e aumenta a imunidade.

Indicação de uso: 1 a 2 c. Sopa/dia
VALE A PENA EXPERIMENTAR!!!

19 de setembro de 2010

DOENÇA CELÍACA

 O que é doença celíaca?

Caracteriza-se pela intolerância ao glúten, principal proteína (gliadina) presente em trigo, aveia, centeio, cevada e malte (subproduto da cevada). Essa intolerância induz a produção de anticorpos ao glúten, que agridem e danificam as paredes do intestino delgado, fazendo com que ele tenha dificuldade de absorver nutrientes (sais minerais, vitaminas e água). Geralmente, a doença se manifesta na infância, mas pode surgir em qualquer idade.

 Não existe cura e o celíaco não pode comer nenhum alimento com glúten durante toda a sua vida.
O único tratamento existente (e totalmente eficaz) é a retirada do glúten da dieta.
Os sintomas mais frequente da doença são: diarréia ou constipação, desnutrição com déficit do crescimento, emagrecimento e falta de apetite, anemia, distensão abdominal (barriga inchada), vômito, osteoporose, esterilidade, abortos de repetição, glúteos atrofiados, pernas e braços finos, apatia, irritabilidade, fadiga, manchas e alteração do esmalte dos dentes.
para o dignóstico da doença, alguns exames são importantes como D-xilose, dosagem de gordura nas fezes, anticorpos anti-gliadina e biópsia intestinal.
Para o tratamento da doença celíaca é a retirada total do glúten:

Retirar alimentos:  TRIGO, AVEIA, CENTEIO, CEVADA, Croquetes, bolinhos, embutidos e queijos, chocolates, copas de pacote, refrescos comerciais, evitar produtos industrializados, uísque, cerveja, vodca e  OUTROS: creme dental e talco

O que é permitido na dieta :
- Cereais: milho, arroz e canjica
- Farinhas: de arroz, mandioca, milho, fubá, fécula de batata, fécula de mandioca, polvilho doce, polvilho azedo, amaranto e quinua
- Gorduras: gordura vegetal, óleos e margarinas
- Macarrão: de arroz, quinua ou soja
- Laticínios: leite, manteiga, queijo e derivados
- Carnes e ovos: aves, suínos, bovinos, caprinos, miúdos, peixes e frutos do mar
- Hortaliças e leguminosas: folhosas, legumes, tubérculos, feijão, cará, inhame, soja, grão de bico, ervilha, lentilha, batata e mandioca
- Frutas: todas, ao natural ou sob a forma de suco

 Por norma, as embalagens devem informar se um produto contém ou não glúten.
Lei de proteção ao celíaco - Lei 10.674 de 16 de maio de 2003 obriga os fabricantes a escrever nas embalagens se contém ou não, glúten nos  alimentos industrializados.

 Fonte:
http://www.celiacos.org.pt/
http://www.riosemglúten.com/

http://www.doencaceliaca.com.br/