Perfil

Criamos esse espaço para que nossos pacientes, amigos e curiosos por nutrição possam sempre encontrar informações, novidades, receitas e dicas que vão de encontro ao nosso atendimento. Esperamos que vocês curtam!

CONTATO:

Rua Dr. Montaury 1441 sala 402. Caxias do Sul/RS
Tel: (54) 30664554
Whats: (54) 981557525
Email: clarisse@corporesanocaxias.com.br
Site: www.corporesanocaxias.com.br
Face: www.facebook.com/clarisse.zanette
Instagran: @clarissezanette

3 de abril de 2017

No dia 02 de abril comemorou-se o Dia Mundial da Conscientização do Autismo.
O autismo ou Transtorno do Espectro Autista (TEA) se caracteriza pelo início precoce, tipicamente antes dos 3 anos de idade, de desordens no desenvolvimento psicomotor que afetam a capacidade de comunicação e de desenvolvimento nas áreas de aprendizado, interação social e adaptação.
O TEA é uma condição geral para um grupo de desordens complexas do desenvolvimento do cérebro, antes, durante ou logo após o nascimento. Esses distúrbios se caracterizam pela dificuldade na comunicação social e comportamentos repetitivos. Embora todas as pessoas com autismo partilhem essas dificuldades, o seu estado irá afetá-las com intensidades diferentes. Assim, essas diferenças podem existir desde o nascimento e serem óbvias para todos; ou podem ser mais sutis e tornarem-se mais visíveis ao longo do desenvolvimento.
E qual o papel da nutrição no AUTISMO?
Nos indivíduos autistas observamos a ocorrência de desordens gastrintestinais, como diminuição da produção de enzimas digestivas, inflamação e alteração da permeabilidade da parede intestinal, o que facilita a passagem de alimentos mal digeridos pelo intestino, alcançando a corrente sanguínea, desencadeando reações alérgicas, e /ou inflamatórias, que ativam o nosso sistema imunológico e pode agravar os sintomas da doença.
Muitos estudos têm demostrado que a alimentação com restrição ao glúten (trigo, aveia, cevada e centeio) e a redução do consumo de alimentos ricos em agrotóxicos, corantes e vários metais pesados pode ter efeito importante na melhora de alguns sintomas, trazendo bem estar ao paciente, mas é importante lembrar que existe uma individualidade bioquímica.
Veja abaixo algumas orientações nutricionais para o tratamento:
- A redução à exposição aos agrotóxicos e metais pesados é fundamental no tratamento do autismo. Em alguns casos são indicados o tratamento de destoxificação.
- Evitar o consumo de alimentos industrializados, assim reduz o consumo de aditivos químicos como os corantes, conservantes, nitratos, sódio e adoçantes. Os salgadinhos, sucos em pó artificial e gelatina são muito ricos em corantes. Hoje sabe-se que os corantes estimulam a hiperatividade, por essa razão devem ser excluídos da alimentação dos autistas.
- Evitar o consumo de cafeína (café, chocolate, chimarrão e chás ricos em cafeína).
- Procure consumir grutas, verduras, legumes e grãos integrais no dia a dia, pois além de auxiliar na destoxificação, melhora o funcionamento do intestino, sensibilidade alimentar e a imunidade.
Fontes:
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Diretrizes de Atenção à Reabilitação da Pessoa com Transtornos do Espectro do Autismo (TEA). Brasília: Ministério da Saúde, 2014.
GAO, L. et al. Association between Prenatal Environmental Factors and Child Autism: A Case Control Study in Tianjin, China. Biomed Environ Sci., San Diego, v. 28, n. 9, p. 642-650, 2015.
KUMMER, A. et al. Frequência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes com autismo e transtorno do déficit de atenção/hiperatividade. Rev Paul Pediatr., São Paulo, v. 34, n. 1, p. 71-77, 2016.
#corporesanocaxias
#autismo

26 de julho de 2016

Olá pessoal!!!
Depois de quase 3 meses trabalhando com todo carinho neste projeto de vida...
Divulgo para vocês o Grupo de Coaching de Emagrecimento Mente Magra “Consciência Alimentar”.
O grupo Mente Magra - Consciência alimentar é para você que quer emagrecer de maneira saudável e permanente.
O Programa usa as técnicas e metodologia do Coaching juntamente com a neurolinguística e a neurociência para promover maior e melhor mudança na forma de você se relacionar com os alimentos. Com metas claras e habilidades desenvolvidas durante o programa, a pessoa aprenderá a lidar com crenças e pensamentos sabotadores que a impedem de mudar e manter bons hábitos de saúde!
Esta é a chance de mudar seus hábitos e atingir o peso desejado. Venha comigo!
Quer saber mais?? Entre em contato com clarisse@corporesanocaxias.com.br ou whatsapp (51) 81557525.

4 de janeiro de 2016

Receita de Tapioca Metabólica

Tapioca além de ser muito prática e saborosa, é uma ótima opção para lanches ou jantar.

Conheça a receita da Tapioca Metabólica:
- 2 c. sopa da goma de tapioca
- 1 ovo
- 1 c. sopa de coco ralado sem açúcar
- 1 pitada de sal e pimenta do reino à gosto
- 1 c. sopa de água
- 1 pitada de cúrcuma longa (açafrão da terra)

Modo de fazer:
Bata todos os ingredientes no liquidificador por 2 minutos, até obter uma massa líquida.
Asse 1 porção (1 concha) em uma frigideira antiaderente.

Sugestão de recheio:
- atum com molho vermelho
- frango desfiado com azeitonas
- carne moída
- salada (brócolis, cenoura ralada, alface picada, brotos de alfafa, palmito picado, tomate cereja)
Abuse nos temperinhos verdes auxiliam na digestão!

22 de junho de 2015

Inverno e Emagrecimento


Aproveite o inverno para perder aqueles quilinhos que estão sobrando! 


1 de junho de 2015

EMAGRECENDO COM PNL!

A força de vontade nos impulsiona, acende a chama da decisão, mas é preciso ter uma estratégia para manter acesa e forte sua força de vontade!


25 de maio de 2015

Saúde da mulher: Menopausa

A menopausa é caracterizada pela interrupção do ciclo menstrual devido à diminuição gradual da função ovariana. Esta fase tem o seu início geralmente entre 40-50 anos de idade, no entanto alguns sintomas podem surgir alguns anos antes. Esta fase é chamada de pré-menopausa.
Durante a pré-menopausa, os ovários não ovulam com regularidade, surgindo diversos sintomas como ressecamento da pele, depressão, ansiedade, alterações de humor, fadiga, insônia, e o mais conhecido: ondas de calor. Para diminuir esses sintomas, adote uma alimentação rica em alimentos naturais, especialmente cereais integrais, legumes, hortaliças e frutas, pois esses alimentos contribuem para o equilíbrio hormonal.

Dicas Nutricionais:
- Pratique atividade física (procure orientação de um profissional capacitado). Atividades físicas liberam endorfinas, que provocam sensação de bem-estar, auxiliando nos sintomas de depressão, ainda, ajudam a fixar o cálcio nos ossos e combatem a obesidade.
- Aumente o consumo de alimentos ricos em cálcio, pois devido à redução do estrogênio, o cálcio tem uma maior dificuldade de ser “fixado nos ossos”, aumentando o risco para o desenvolvimento da Osteoporose;
- Aumente o consumo de fitoestrógenos (Os fitoestrógenos, também denominados como fitoesteróis, são hormônios presentes em plantas, que apresentam semelhança estrutural aos hormônios estrógenos humano), pois os mesmos auxiliam na redução dos calorões. Fontes: soja, tofu, missô e sementes de linhaça, erva doce, repolho, cenoura, aipo, cereja, amora, espinafre e inhame.
-Ingira alimentos ricos em vitamina E (gérmen de trigo, aveia, carnes, feijão, ervilha e cereais integrais), e C (frutas criticas como acerola, laranja, limão, goiaba), pois ajudam na hidratação e evitam ressecamento da pele;
- Inclua alimentos ricos em triptofano (aminoácido presente nos leites e derivados, banana, cacau, aveia), pois diminuem a sensação de depressão, e as variações de humor decorrentes dessa nova fase;
- Evite alimentos ricos em cafeína, como o café, chá verde, chimarrão e, evite também, o consumo de álcool, pois estes agravam o aparecimento das ondas de calor.


18 de maio de 2015

Saúde da mulher



Nessa semana decidimos desvendar um pouquinho sobre a tensão pré-menstrual (TPM), também conhecida como Síndrome Pré-Menstrual (SPM). A TPM se caracteriza pelo conjunto de sensações que ocorrem cerca de 10 dias antes do início do ciclo menstrual. Segundo dados do Ministério da Saúde a TPM atinge mais de 70% das mulheres brasileiras, sendo os seus principais sintomas: retenção de líquidos, inchaço abdominal, sensibilidade nos seios, tensão ou ansiedade, alterações de humor, irritabilidade ou raiva, entre outros. Estes sintomas são provocados pelas mudanças nos níveis de progesterona e estrogênio, que fazem alterações em neurotransmissores importantes, entre eles a serotonina. No entanto, na ciência já está claro que as suas escolhas alimentares podem tornar o período da TPM mais leve ou cheio de desequilíbrios e desconfortos. Para contribuirmos na redução desses sintomas, escolhemos alguns ingredientes que podem estar presentes no seu dia-a-dia, tornando este período mais tranqüilo.
Esperamos que gostem! 

14 de maio de 2015

Saúde da Mulher

No dia 28/05 será comemorado o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher. Nós, da Clinica Corpore Sano, entendemos que a nutrição está diretamente associada à saúde desse ser que a gerações vem contribuindo de forma significativa para manutenção da vida, sendo na geração da mesma, no âmbito familiar, profissional, ou na grande maioria das vezes, em ambos. No entanto, com a agregação de tarefas, cada vez mais crescente, acabamos “deixando de lado” algo crucial para a manutenção da saúde: a alimentação. Por isso, até a data deste evento, serão postadas diversas receitas práticas e fáceis visando à qualidade de vida, longevidade e beleza da mulher.

Obs: Para contribuir com dicas e receitas, nós estamos simplificando algo que definitivamente não é simples: saúde. Portanto serão apenas dicas visando a saúde básica da mulher. Para um tratamento adequado e individualizado é fundamental o acompanhamento de um nutricionista.