Perfil

Criamos esse espaço para que nossos pacientes, amigos e curiosos por nutrição possam sempre encontrar informações, novidades, receitas e dicas que vão de encontro ao nosso atendimento. Esperamos que vocês curtam!

CONTATO:

Rua Dr. Montaury 1441 sala 402. Caxias do Sul/RS
Tel: (54) 30664554
Whats: (54) 981557525
Email: clarisse@corporesanocaxias.com.br
Site: www.corporesanocaxias.com.br
Face: www.facebook.com/clarisse.zanette
Instagran: @clarissezanette

30 de maio de 2010

Pólen Apícola combate o envelhecimento e ajuda a recuperar a energia. Que alimento é este?


 Saiu no Globo-Repórter nesta sexta feira (28/5) uma matéria sobre o pólen. Para quem não pode ou para quem conseguiu assistir o jornal, vou escrever um pouquinho sobre pólen e mostrar os benefícos e maneira de consumo deste “alimento das abelhas”.
O pólen (do grego "pales" = "farinha" ou "pó") é o conjunto dos minúsculos grãos produzidos pelas flores, similar aos cereais matinais e não é doce!
A abelha retira o pólen das flores e recebe a ensalivação, momento em que é enriquecido com enzimas e vitaminas, sendo desta maneira estocado nos alvéolos dos favos, passando a ser chamado de “pão das abelhas”. Cada abelha retira 160 bolotas de pólen ao dia.
O pólen apícola apresenta na sua composição grande quantidade de proteína, gordura com propriedades antioxidantes, vitaminas do complexo B, vitamina A (beta-caroteno), vitamina E e vitamina C, que são os principais antioxidantes.

VALOR TERAPÊUTICO DO PÓLEN
1 – Ação sobre o aparelho digestivo: regula o funcionamento intestinal equilibrando a flora intestinal no nível do cólon e intestino delgado, regularizando os intestinos.
2 - Ação na hemoglobina do sangue: o ferro e a vitamina B12 fazem aumentar a taxa de hemoglobina dos glóbulos vermelhos.
3 - Estado de fadiga: o pólen quando consumido na indicação certa, após 10 ou 20 dias, dependendo de cada caso, produz efeito eufórico, aumentando a capacidade física e mental.

COMO CONSUMIR O PÓLEN
Para um melhor aproveitamento e efeito imediato, o pólen deve ser consumido em jejum e mastigado ( pólen granulado), desta maneira, devido a ensalivação e trituração haverá uma maior assimilação pelo organismo humano. Também pode ser consumido misturado com o mel, sucos de frutas, iogurt, cremes, etc.
A dose aconselhável é de 5 a 25g /dia ou 1 c. sopa ao dia, mas depende da idade.

Fonte: Sílvio Lengler – Zootecnista Presidente da Confederação Brasileira de Apicultura

Veja em breve a matéria sobre Própolis!

BOA SEMANA

27 de maio de 2010

Síndrome do Intestino Irritável - Atualizações

Esta doença afeta 1 em cada 5 pessoas nos EUA e 1 a cada 10 no Reino Unido, sendo que as mulheres são mais afetadas que os homens.
Causada por inflamação no intestino decorrente de má alimentação, alto nível de toxinas, estresse ou uso de medicamentos, tem como sintomas dores abdominais e constipação alternando com diarréia. Se não tratada, pode evoluir para casos de candidíase, colite e síndrome de hiperpermeabilidade intestinal. Gases, pêlos sem viço e cansaço estão entre os efeitos colaterais mais comuns.
Em um estudo multicêntrico, randomizado, duplo cego com 274 adultos, foram avaliados e  tratados com 2 porções ao dia de leite fermentado contendo bifidubacterium animalis DN-173 010 durante seis semanas. Resultados mostraram melhora na dor ou desconforto, diminuição da distensão abdominal, provavelmente relacionado com a melhora da flora intestinal, pois fizeram uso de probióticos (ver matéria).

Tratamento Nutricional:
• Principal causa da SII é o excesso de toxinas no organismo. Durante o tratamento é ideal restaurar a flora intestinal. Usar probióticos (leites fermentados).
• Comer devagar e mastigar bem os alimentos.
• Evitar alimentos crus, difíceis digestão.
• Aumentar o consumo de gengibre (anti-inflamatório)
• Aumentar o consumo de abacaxi e mamão papaya, contem enzimas digestivas.
• Agrião, alcachofra, aipo, erva doce, cúrcuma e alfafa ajudam a desintoxicar o organismo.
• Linhaça, grão integrais, iogurte desnatado, frutas e vegetais, ajudam a melhorar a digestão.
• Evitar: feijão, brócolis, cebola, pimentão, repolho, pães feitos com farinha branca.
• Evitar: bebidas gasosas, açúcar (desequilibra o intestino).

Fonte:

  • Rey E, Talley NJ. Irritable bowel syndrome. Novel views of the epidemiology and potencial risk factors. DigLiv Dis 2009;4:772-80.

  • Guyonnet D, Quigley EM, et al. Effect of a fermented milk containing Bifidobacterium animalis DN-173 010 on the health-related quality of life and symptos in irritable bowel syndrome in adults in primary care: a multicentre, randomized, double-blind, controlled trial. A Aliment Pharmacol Ther 2007;26(3): 475-86.

25 de maio de 2010

Suco verde

Bom, só para deixar aqui uma receita que eu fiz hj ao meio dia
Suco verde com laranja e couve

6 laranjas
4 folhas de couve pequenas
100 ml de água

Bata no liquidificar. Pode acrescentar adoçante, se achar necessário.

Façam, fica realmente uma delícia!


Couve: rica em cálcio, fósforo e ferro, minerais importantes à formação e manutenção de ossos e dentes e à integridade do sangue. Contém ainda vitamina A, indispensável à boa visão e à saúde da pele e vitaminas do Complexo B, que tem por funções proteger a pele, evitar problemas do aparelho digestivo e do sistema nervoso.

Esta hortaliça é um ótimo remineralizante para o organismo, é laxante pela sua grande quantidade em fibras, e boa para a asma e bronquite.

Um cigarro pode aumentar a rigidez arterial em 25%



Segundo pesquisadores da Universidade McGill, no Canadá, fumar um único cigarro aumenta em 25% a rigidez das artérias de jovens adultos.
Em estudo que comparou a rigidez arterial de jovens (idades entre 18 e 30 anos) que fumavam de cinco a seis cigarros por dia com a rigidez arterial de não-fumantes, os especialistas demonstraram que mesmo pessoas que fumam pouco apresentam diminuição na flexibilidade dos vasos sanguíneos, o que aumenta os riscos de doença cardíaca e derrame.
Os pesquisadores avaliaram a artéria radial da região da cintura dos participantes, a artéria carótida no pescoço e a artéria femoral durante um período de descanso e após exercícios. E descobriram que, após a prática de atividades físicas, a rigidez arterial reduzia em 3,6% nos não-fumantes, enquanto aumentava 2,2% nos fumantes moderados. Quando os participantes mastigaram uma goma de mascar de nicotina, a flexibilidade das artérias reduziu em 12,6%; enquanto o fato de fumar um cigarro foi associado a 24,5% maior rigidez arterial, representando maior risco cardiovascular.
"Em efeito, isso significa que mesmo o tabagismo leve em jovens pessoas saudáveis pode danificar as artérias, comprometendo a capacidade do nosso corpo de lidar com o estresse físico, como subir escadas ou pegar um ônibus", alertou a pesquisadora Stella Daskalopoulou.

Fonte: Heart and Stroke Foundation of Canadá.


 Bom, depois desta matéria não podia deixar de escrever alguma coisa sobre fumo e nutrição.

É importante para fumantes e ex-fumantes sempre buscarem um profissional de saúde, pois vários estudos sugerem que a nicotina pode afetar o organismo de diversas formas:
  • A nicotina causa uma reação química aumentando o consumo de energia, cerca de 200 calorias por dia; "Aquela frase bem conhecida, parei de fumar e engordei ...Kg"
  • Pode afetar a atividade da serotonina e dopamina, substâncias neurotransmissoras, no controle da fome. Na abstinência o indivíduo sente fome mais frequentemente;
  • Pode alterar a glicemia, devido a uma maior resistência na captação de glicose estimulada pela insulina ou hiperinsulinemia;
  • Suprime o apetite;
  • Pode inibir o paladar. Ex-fumantes começam a sentir melhor o sabor dos alimentos.
A nicotina compete com os nutrientes vindos dos alimentos na absorção celular. Ou seja, entra no lugar destes, o que faz com que eles não sejam aproveitados da maneira que deveriam. Isso acontece principalmente com as vitaminas e os minerais.
Portanto, fumantes ou ex-fumantes devem comer frutas e vegetais diariamente, em especial: "Os antioxidantes"
  • beta-caroteno: que atuam como um antídoto contra o câncer pulmonar (cenoura, brócolis e outros vegetais folhosos verdes)
  • licopeno (um componente do tomate e de seus derivados)
  • vitamina E : nozes, amêndoas, avelã, também antioxidantes
  • vitamina C, que é um poderoso antioxidate que previne o envelhecimento precoce : frutas cítricas, tomate, pimentão e verduras.
  • O brócolis contém sulforafano, um antioxidante que ajuda a recuperar o pulmão.
  • Já a batata é rica em carboidrato e diminui a ansiedade provocada pela falta do cigarro, assim como a banana, que é rica em magnésio.
  • Aumentar o consumo de cálcio (leite, iogurte ou queijo minas, queijo tipo cottage e os vegetais folhosos verde escuro), pois as mulheres fumantes podem ter os níveis de cálcio reduzidos, bem como atingem a menopausa precocemente. Desta forma, mulheres fumantes são mais propensas ao desenvolvimento da osteoporose.
  • Portanto, se você é fumante, pratique atividades físicas regularmente e modere o consumo de gorduras saturadas e colesterol.
E para finalizar: Fica uma frase:
"Não importa quanto peso se ganhe, os efeitos do fumo são sempre piores", garante o pesquisador David F. Williamson do Centro de Controle de Doenças.


24 de maio de 2010

Movimento Mundial contra o Fast Food



Associa-se ao Slow Food

Comer é fundamental para viver. A forma como nos alimentamos tem profunda influência no que nos rodeia - na paisagem, na biodiversidade da terra e nas suas tradições. Para um verdadeiro gastrônomo é impossível ignorar as fortes relações entre prato e planeta. Além disso, melhorar a qualidade da nossa alimentação e arranjar tempo para a saborear, é uma forma simples de tornar o nosso cotidiano mais prazeroso. Esta é a filosofia do Slow Food.
Fundado por Carlo Petrini em 1986, o Slow Food se tornou uma associação internacional sem fins lucrativos em 1989. Atualmente conta com mais de 100.000 membros e tem escritórios na Itália, Alemanha, Suíça, Estados Unidos, França, Japão e Reino Unido, e apoiadores em 132 países.
O princípio básico do movimento é o direito ao prazer da alimentação, utilizando produtos artesanais de qualidade especial, produzidos de forma que respeite tanto o meio ambiente quanto as pessoas responsáveis pela produção, os produtores.
O Slow Food opõe-se à tendência de padronização do alimento no Mundo, e defende a necessidade de que os consumidores estejam bem informados, se tornando co-produtores.

É inútil forçar os ritmos da vida. A arte de viver consiste em aprender a dar o devido tempo às coisas. Carlo Petrini, fundador do Slow Food
 
Saiba mais sobre a filosofia, manual do slow food
no site http://www.slowfoodbrasil.com/

20 de maio de 2010

Esvazie os pneus da barriga: Aposte nas fibras!

Novas descobertas da ação das fibras direto na gordura abdominal e mais elas também ajudam nas defesas do organismo.
Certamente você já ouviu falar nas fibras e seus benefícios, especialmente pelo seu benefício no funcionamento do intestino. Agora a ciência acaba de revelar que as fibras auxiliam a esvaziar os pneus da barriga, ou seja diminuem o acúmulo de gordura visceral, que fica entre o intestino e os órgãos abdominais, garante Jaimie Davies (professora da Univesidade do Sul da Califórnia, USA) que realizou este estudo.
Outro estudo realizado na Holanda, também confirmam a relação das fibras com a circunferência abdominal. "Consumir mais de 10gramas de fibras por 1 ano reduz em torno de 1cm de barriga".
No entanto, pessoas que consomem mais alimentos rico em fibras, tendem a ingerir menos gordura e calorias... o que leva ao controle de peso e consequentemente a diminuição do tecido adiposo (diminui a circunferência da cintura).
Circunferência abdominal ideal:  
homens: menor que 102 cm e mulheres menor que 88 cm

Um outro estudo feito na Universidade de Illinois  (EUA) mostram que as fibras solúveis são capazes de melhorar no nosso sistema imunológico. Outra vantagem das fibras solúveis é o controle do colesterol. Um exemplo é a beta-glucana, cuja a principal fonte é a aveia, se liga ao colesterol e as gorduras dentro do intestino e inibem a sua absorção. "Resultado é corpo mais protegido das doenças cardiovasculares"

Segundo  o Ministério da Saúde a recomendação de fibra para adulto é de 25g todos os dias.

FRUTAS:   
  • 1 Goiaba branca: 10,7 g/fibras
  • 1 Mexirica: 4,19 g/fibras
  • 1 Pêra: 3,3 g/fibras
  • 1 c. sopa de Abacate: 2,83 g/fibras
  • 1 Maçã com casca: 3 g/fibras
LEGUMINOSAS: (1 concha média)
  • Soja: 23,9 g/fibras
  • Grão de bico: 17,3 g/fibras
  • Feijão carioca: 11,9 g/fibras
  • Lentilha: 11,1 g/fibras
  • Ervilha: 13,5 g/fibras
LEGUMES: (3 c. sopa)
  • Batata doce cozida: 1,98 g/fibras
  • Beterraba crua: 1,62 g/fibras
  • Mandioca: 1,44 g/fibras
  • Cenoura ralada: 1,14 g/fibras
  • Brócolis cozido: 1g/fibra
FOLHAS:
  • Cebolinha (1 c. sobremesa): 6,4 g/fibras
  • Couve manteiga (5 folhas): 2,35 g/fibras
  • Alface lisa (3 folhas): 1,05 g/fibras
  • Acelga e agrião (5 folhas ou ramos): 0,55 g/fibras
GRÃOS E CEREAIS:
  • Arroz integral (1 escumadeira): 1,62 g/fibras
  • Arroz branco (1 c. sopa): 0,96 g/fibras
  • Farelo de aveia (2 c. sopa): 1,5 g/fibras
  • Fibre 1 (Nestlé) (3/4 xícara ou 40g): 18 g/fibras

As fibras insolúveis dão a textura firme de alguns alimentos, como o farelo de trigo e as hortaliças. Estes fibras retêm uma quantidade maior de água, produzindo fezes mais macias e com mais volume. Desta forma, ajudam o intestino a funcionar melhor.
As principais fontes são os farelos de cereais, os grãos integrais, nozes, amêndoas, amendoim, vários tipos de frutas (pêra, maçã com casca, etc.) e as hortaliças (ervilha, cenoura, brócolis).
As fibras solúveis são mais “macias”. Depois de ingeridas, elas se transformam em gel, permanecendo mais tempo no estômago e dando uma sensação maior de saciedade. Esse “gel” atrai as moléculas de gordura e de açúcar, que são eliminados pelas fezes. Então, as fibras solúveis ajudam a reduzir os níveis de colesterol e glicemia do sangue.
São encontradas nas leguminosas (feijão, lentilha, ervilha), nas sementes, nos farelos (aveia, cevada, arroz), nas frutas (polpa de maçã, laranja, banana) e hortaliças (cenoura, batata).
Para aproveitar bem a fibra de frutas como pêra e maçã, como com a casca e no caso da laranja não dispense o bagaço. E lembre-se na dieta não pode faltar ÁGUA!

Fonte: Revista Saúde (maio/2010)
UMA DIETA ADEQUADA E ASSOCIADA A PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA, SÃO PRÁTICAS ESSENCIAIS NA BUSCA PELO EMAGRECIMENTO E QUALIDADE DE VIDA. UMA COISA É CERTA AS FIBRAS NÃO PODEM SER A SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA, MAS ELAS SÃO AS MELHORES ESCOLHAS PARA UM CARDÁPIO SAUDÁVEL.

19 de maio de 2010

Panela ideal para uma comida SAUDÁVEL!

Qual será a panela ideal para cocção dos alimentos sem perder o sabor e os nutrientes? 
 Teflon, inox, vidro,...?
Antes de escolher que tipo de panela você vai usar no dia-a-dia, é importante conhecer a matéria-prima destes utensílios.
Bom, vamos iniciar falando sobre a panela de vidro:


A PANELA DE VIDRO é uma das mais resistentes e duráveis,  é a única panela que não transfere qualquer resíduo para o alimento.
Mas esta panela não conduzi bem o calor para os alimentos e a comida pode queimar mais rápido. O ideal é utilizar somente para sopas e molhos.

 A PANELA DE INOX é ideal para uso diário e para qualquer preparação, além de ser uma das panelas mais resistentes. O aço inoxidável, conhecido popularmente como inox, é composto por ferro, cromo e níquel. Então quando for comprar a panela de inox deve-se ferver por 1 hora por 3 vezes com bastante água para fazer esta quelação dos minerais e também não se deve guardar alimentos dentro da panela, nem escovar a panela com esponja de aço. No polimento forma-se uma camada protetora de óxido que ajuda a impedir que os metais passem para os alimentos. O níquel em pequenas quantidades pode até ser útil ao organismo, mas o excesso tende a afetar o sistema nervoso.


A PANELA DE FERRO é uma boa pedida para cozimento de feijão, lentilha, arroz, sopas e carnes grelhadas porque mantém o calor constante e a temperatura alta e ainda libera ferro, que auxilia no tratamento de anemia.
O uso da panela é também indicado para vegetarianos, mulheres em idade fértil e crianças.
A vantagem da panela de ferro é que ela não se deforma com o calor e conserva melhor a temperatura dos alimentos, representando uma boa economia de gás. Para manter a panela sem ferrugem e evitar perigo ao nosso organismo, sempre depois de lavá-la, seque-a no fogão.

A PANELA ANTIADERENTE (teflon) é revestida por um plástico chamado politetrafluoretileno "alvo de polêmicas", se  este material causa ou não algum dano à saúde. Bom, mas de qualquer forma devemos tomar alguns cuidados como: não danificar a panela com facas, o cozimento com a panela deve ser em fogo baixo, não usar esponja de aço e nem deve tirar a sujeira da panela com objetos de metal (colher, faca, garfo,...).
A única vantagem de usar esta panela é que ela exige pouco óleo na preparação por ser antiaderente, que é ideal para a saúde!

A PANELA DE BARRO absorve o aroma do alimento ao longo do preparo, ideal para frutos do mar. A panela também pode ser utilizada para ensopados de cozimento lento.
Não poupe cuidados na hora da limpeza e conserve-a sempre bem seca, para evitar que sujeiras penetrem nos poros da panela. AH! e a panela não deve ser pintada! 

A PANELA PEDRA-SABÃO é  uma das mais antigas da história da culinária e têm a vantagem de durarem por muitos e muitos anos. Não possuem cheiro, não alteram o sabor dos alimentos e os mantêm quentes por longo tempo.
Mas antes de estreá-la no fogão, unte-a com óleo por dentro e por fora, encha-a de água e leve ao forno médio por 2 horas. Com isso ela estará aptar para libera quantidades expressivas de elementos nutricionalmente importantes como cálcio, magnésio, ferro e manganês. A panela é comprada ''crua'', por isso a cor dela é clara.  Ela é ideal para caldos, moquecas e ensopados.
Conselhos : só lave a panela de pedra-sabão com água e sabão. Nada de produtos abrasivos nem esponja de aço. Nos primeiros dias de uso, evite choque térmico forte. Não aqueça a peça a seco para depois despejar líquidos frios. Isso pode danificar definitivamente a panela. Por último, nas primeiras vezes que for usar a panela não faça frituras.

A PANELA DE ALUMÍNIO são as mais comuns e as mais baratas. Mas também são as que causam mais polêmica. Há três décadas, pesquisadores levantaram a suspeita de que a ingestão do alumínio estaria relacionada com a incidência dos males de Alzheimer e de Parkinson. Até hoje, o material continua em estudo. Átomos de alumínio podem desencadear diferentes processos metabólicos associado à doenças do sistema esquelético, neurológico e hematológico (do sangue). Pesquisas mostram que a migração do alumínio é maior em panelas de pressão do que em panelas normais ou em fôrmas de bolo.
Na limpeza não utilize esponja de aço, para não liberar o alumínio no alimento. Se o alimento estiver grudado no fundo da panela, coloque água e ferva.
Não se deve cozinhar nesta panela alimentos ácidos (molho de tomate) nem muito básicos (doces) para evitar que o mineral entre na receita.
Não deixe o alimento esfriar dentro da panela de alumínio, assim como a de cobre. Isto porque o sal e os ácidos reagem com as substâncias da panela e podem provocar a liberação de substâncias tóxicas. Não guarde alimento dentro da panela de alumínio!




A PANELA DE COBRE não é mais comercializada porque o cobre é transferido com muita facilidade para o alimento, provocando intoxicações e pode prejudir os rins e o cérebro.


 A PANELA ESMALTADA é revestida de camadas de esmalte colorido, é preferida dos que procuram além do utensílio, uma peça de decoração para a cozinha. Assim como a panela de inox distribui bem o calor durante o cozimento. É indicada para carnes e não deve ser utilizada em frituras, porque o oléo pode pode aquecer além da conta e deteriorar formando compostos nocivos à saúde. Não arranhar a pintura na lavagem e utilizar utensílios que não agridem o material, pois qualquer arranão o esmalte da panela se solta, o que não é recomendado para a saúde.

Bom, agora que vocês já conhecem os benefícios e malefícios de cada panela, para fazer a sua escolha pense nas 3 qualidades:  a saúde, a praticidade e a funcionalidade.

11 de maio de 2010

Polícia apreende hambúrgueres no Mc´Donalds em São Paulo!


Policiais da 1ª Delegacia de Saúde Pública apreenderam nesta segunda-feira (10) 520 hambúrgueres impróprios para consumo em uma loja do McDonald´s, na região do Jabaquara, Zona Sul da capital. Desse total, 270 estavam com prazo de validade vencido em 9 de abril e as outras 250 unidades não tinham a procedência informada. “Até para mim foi uma surpresa. São 40 kg de carne”, disse o delegado Marcelo Jacobucci.

10 de maio de 2010

Como ter uma tranquila noite de sono: ALIMENTAÇÃO X SONO


Para quem sofre de insônia, ter uma alimentação e uma vida saudável podem ajudar a solucionar este problema.
A qualidade do sono tem um grande impacto na nossa vida, pois noites mal dormidas podem afetar no rendimento ao trabalho, concentração nos estudos e nas rotinas mais simples do dia a dia.
A insônia pode ser considerada uma dificuldade de dormir, um sono interrompido ou intran¬qüilo. De maneira simples, pode ser definida como a dificuldade de pegar no sono ou de mantê-lo durante o tempo ideal. Este mal não escolhe idade, sexo ou época e pode acontecer com qualquer um. A insônia pode ser resultado de ansiedade, depressão, irritabilidade, estresse, fadiga excessiva ou pode ser de causa patológica (doença). Superar a verdadeira causa destes distúrbios é essencial para melhorar a qualidade do sono, mas é importante observar a alimentação e os hábitos diários.
Aprenda a tomar alguns cuidados alimentares e de estilo de vida que podem deixar sua noite mais tranquila:

  •  Leite morno: Aumenta o triptofano, um aminoácido essencial, é o indutor natural do sono. Ele aumenta a quantidade de serotonina, um sedativo também natural do cérebroe ajuda a relaxar os músculos e induz o sono. Pode acrescentar 1 colher de chá de mel, que é um carboidrato simples, pois os carboidratos facilitam a entrada do triptofano no cérebro.
  • Não consumir grandes quantidades de alimentos antes de dormir, para evitar o desconforto digestivo.
  • A sua janta deve conter alimentos leves, como sopas, frutas e verduras, sanduiche natural ou um cereal com fruta,...
  • Pessoas com azia ou refluxo gástrico devem evitar alimentações pesadas e tardias que atrasam o esvaziamento gástrico. Deitar-se de estômago cheio estimula o suco gástrico é ácido a refluir para o esôfago, causando a azia desconfortável e desfavorável a uma boa noite de sono.
  • Bebidas estimulantes, tais como: chocolate, café, chá preto ou mate, guaraná, chimarrão, refrigerantes à base de coca, devem ser evitados próximo ao horário de dormir, sendo ideal não ingerir estes alimentos e bebidas pelo menos quatro horas antes do sono. Estes alimentos são fonte de substâncias como a xantina e cafeína, que estimulam o sistema nervoso central.
  • Consuma chás de ervas (descafeinados).
  • Evite altas doses de bebidas alcoólicas, o álcool agrava a insônia.
Boa noite de sono
Clarisse

Cardápio Infantil é assunto de adulto

Olá
Trouxe ao blog mais uma informação muito importante: Obesidade Infantil
Em uma entrevista exclusiva para a Veja.com, a nefrologista pediátrica Noêmia Perli Goldraich, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), faz parte do Projeto Criança e Consumo, do Instituto Alana, organização sem fins lucrativos que pretende alertar pais e profissionais sobre os impactos do consumo na sociedade, fala sobre a mídia e alterações nos hábitos alimentares de crianças e adolescentes. Confira a entrevista:

Uma das conclusões da recente compilação da Academia Americana de Pediatria sobre os efeitos do uso excessivo de dispositivos eletrônicos sobre a saúde dos jovens é que os adultos sofrem do "efeito de terceira pessoa". Ou seja, eles acreditam que os meios eletrônicos influenciam todos, exceto eles próprios ou seus filhos. Isso também ocorre no Brasil?
Sim. Esse é um tema recorrente nos periódicos americanos, mas que no Brasil ainda é pouco discutido. Já está na hora de falar sobre isso aqui. As escolas e os pais precisam perceber a influência que a TV, por exemplo, tem nos hábitos de alimentação das crianças. Vivemos uma epidemia de obesidade no mundo. Doenças frequentes no adulto como hipertensão, diabetes e cálculos renais estão se tornando comuns em crianças devido à presença de obesidade desde os primeiros anos de vida. Certamente a propaganda de alimentos ricos em sal, açúcar e gorduras, o tempo que as crianças ficam na frente da TV e os videogames contribuem para essa epidemia. Crianças obesas têm três vezes mais chances de se tornarem hipertensas ainda na infância. Esse risco é maior ainda se houver histórico familiar de hipertensão nos pais e avós. Os dispositivos eletrônicos também têm responsabilidade nessa situação.

Estudos afirmam que a propaganda pode influenciar as crianças. Contudo, não cabe aos pais colocar limites para a compra de determinados alimentos?
Está comprovado que as crianças influenciam a escolha dos pais. Mas elas não deveriam ser vistas como um potencial mercado. Elas precisam da oportunidade de um mundo melhor e mais saudável. Um levantamento do Ministério da Saúde, que analisou 4.108 horas de televisão e 128.525 peças publicitárias, mostrou que predominam as propagandas de alimentos com alto teor de gordura e prejudiciais à saúde. Esses anúncios correspondem a 9,7% do total de propagandas e ocorrem entre 14h30 e 18h30 - exatamente no horário em que as crianças estão em casa.

Esse é um tema que deveria estar no roteiro de uma consulta médica?
A Academia Americana de Pediatria já publicou as recomendações que profissionais da área devem fazer. Porém, segundo a pesquisa publicada na compilação, metade dos pediatras americanos não se interessou por esse assunto e não acredita que seja interessante aprender mais sobre a influência da TV, videogame, celular e internet em seus pacientes. O que ocorre é que os médicos não estão suficientemente sensibilizados para isso. Esse é um problema dos médicos americanos. No Brasil, ainda não temos recomendações a respeito. Temos outro agravante: em geral, as consultas frequentes pelo SUS (Sistema Único de Saúde) ocorrem durante o primeiro ano de vida, quando ainda é muito cedo para dar esse tipo de recomendação. No momento em que os pais mais precisam receber esses conselhos, o atendimento que as crianças mais velhas recebem ocorre só em casos de emergência.

A TV pode trazer algo positivo?
Tudo que estamos vivenciando até agora são os efeitos maléficos. Não existe propaganda falando sobre o benefício da cenoura. Nós precisamos reverter essa situação e usar o efeito muito poderoso da TV para construir atitudes positivas. Enquanto isso não acontece, as crianças não podem ser largadas na frente da tela. Elas incorporam tudo aquilo como verdade absoluta. Além disso, não podemos esquecer do exemplo de alimentação vindo dos próprios pais: não adianta exigir que a criança coma um prato de salada se eles comem fritura.

A senhora faz parte de um projeto que fala sobre criança e consumo. Qual o objetivo desse trabalho?
Tentamos sensibilizar professores e profissionais que lidam com crianças a ajudar na formação de pessoas mais críticas em relação ao que é exibido nos meios de comunicação. Até os oito anos, as crianças não conseguem distinguir publicidade de ensinamento.

Como os professores podem ajudar?
Eles podem ensinar, por exemplo, a analisar o rótulo dos alimentos. A criança tem que aprender que bolacha doce também tem sal. A partir do momento que elas começarem a olhar a composição dos alimentos, poderão obter uma refeição mais adequada, do ponto de vista nutricional.

 
Veja no link de blog (obesidade infantil):
 http://nutricionistaclarissezanette.blogspot.com/2009/10/obesidade-infantil.html
E saiba como evitar a obesidade nas crianças!

Obrigado
Clarisse

4 de maio de 2010

Videogame contra o derrame

Jogos que exigem raciocínio e movimentação ajudam a minimizar as sequelas desse mal.
Nem toda pessoa que tem um acidente vascular cerebral (AVC), pode sair fazendo alguma atividade física, devido a paralisação ou enfraquecimento dos membros superiores. Para reverter o prejuízo, médicos da Universidade de Toronto, no Canadá, convidaram 22 vítimas de derrame para jogar o Wii, um videogame que simula a realidade por meio dos movimentos dos braços. "Essa tecnologia, capaz de ativar neurônios em diversas áreas do cérebro, parece ser um modo seguro e eficaz de auxiliar os pacientes a recuperar sua capacidade motora", diz o neurologista Gustavo Saposnik, que assina a experiência.

Porque o Wii?
O Wii, da empresa japonesa Nintenso, alia controles sem fios a imagens em três dimensões, que possibilitam simular, com base nos movimentos do corpo, partidas de tênis, pescarias e até aulas de culinária. Não é atoa que já conquistou crianças e adultos. E agora, os médicos.

Fonte: Revista Saúde/ mês abril de 2010

"Ao contrário do que muitos pensam... Videogame também é saúde!"

Intolerância à lactose TEM SAÍDA?

Hoje resolvi escrever sobre a Intolerância à lactose, tenho atendido no consultório muitos adultos desenvolvendo a intolerância tardia.
Para iniciar o texto vou explicar o que seria a lactose...
A lactose é um tipo de açúcar que existe no leite e nos seus derivados. A intolerância à lactose é a incapacidade do organismo em digerir a lactose provocada pela ausência ou mau funcionamento da enzima lactase (enzima que digere o açúcar do leite) que se encontra ou não no intestino.
Então a lactose não é quebrada, chega ao intestino grosso intacta, onde é fernentada por bactérias e é justamente isto que causa desconforto e mal-estar. A intensidade dos sintomas varia conforme a dose de lactose ingerida e a quantidade de lactase existente no organismo.
Sintomas: barulhos no abdômen, diarréia, flatulência, dor abdominal, cólicas, náuseas, vômitos, ardência anal, retenção de água no intestino, ou seja, muito mal estar e sensação de desconforto após a alimentação.
Não é possível diagnosticar a Intolerância à Lactose apenas pelas manifestações clínicas, é importante um acompanhamento médico para se fazer os exames específicos e apropriados para detectar a intolerância.
Uma vez diagnosticada a deficiência de lactase, é preciso pensar em estratégias para adapatar a dieta sem dar espaço para as carências Nutricionais.
O leite e seus derivados são a principal fonte de cálcio na dieta e sem cálcio quem  sofre é o esqueleto.
Estudos americanos, mostraram que não se deve tirar totalmente os laticínios do cardápio, porque o corpo vai entender que não precisa mais produzir a enzima que digere  esses alimentos. Então o ideal é ir tentando determinar qual a quantidade de produtos lácteos que cada organismo suporta, começar com pequenas doses. Quanto menor a porção ingerida por vez, menor a probabilidade de desencadear problemas digestivos. Abaixo uma lista de estratégias que são bem aceitos pelos intolerantes à lactose:
  • Iogurtes fermentados
  • Queijo roquefort e cheddar (cuidar com a gordura)
  • Não comer de barriga vazia
  • Chocolate amargo é o mais tolerável
Atualmente já existe uma grande variedade de alimentos que podem substituir os produtos a base de leite, como a soja e seus derivados, extrato de soja, leite de soja, farinha de soja, proteína de soja texturizada, missô, shoyo e cereais integrais. Dê preferência para os enriquecidos com cálcio.
                               
Dica: Sempre ler os rótulos od alimentos para ver se há lactose ou soro de leite na composição.
E este site www.semlactose.com.br disponibiliza uma lista de produtos que não contém
lactose.

Se você sabe alguma receita para quem tem intolerância à lactose, compartilhe com agente. Mande para o e-mail nutricionista@clarissezanette.com.br ou deixe nos comentários da matérias.
Se você é deficiência a lactase, conte a sua experiência e como é a sua alimentação diária para evitar o consumo de lactose. É sempre bom partilhar as experiências, isto pode ajudar bastante gente!

Abraços
Clarisse