Perfil

Criamos esse espaço para que nossos pacientes, amigos e curiosos por nutrição possam sempre encontrar informações, novidades, receitas e dicas que vão de encontro ao nosso atendimento. Esperamos que vocês curtam!

CONTATO:

Rua Dr. Montaury 1441 sala 402. Caxias do Sul/RS
Tel: (54) 30664554
Whats: (54) 981557525
Email: clarisse@corporesanocaxias.com.br
Site: www.corporesanocaxias.com.br
Face: www.facebook.com/clarisse.zanette
Instagran: @clarissezanette

10 de fevereiro de 2011


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A síndrome pré-menstrual (SPM) ou, como é comumente chamada, tensão pré-menstrual (TPM) é um dos distúrbios mais comum que afeta nós mulheres 1 vez por mês.
A TPM traz várias sintomas INDESEJÁVEIS como: sensibilidade no seio, constipação ou diarréia, cólicas, retenção de líquido, ganho de peso, fadiga, alterações no humor, insônia, suor nas extremidades, tontura, desmaio, enxaqueca, mudanças no apetite, compulsão alimentar entre outros sintomas.
Diminuir os sintomas da TPM é uma questão de honra para nós mulheres. Então segue algumas dicas bem importantes:
Alguns alimentos benéficos:

  • Melancia, banana, cacau que tem altas quantidades de magnésio, que em consequência das alterações hormonais do período é o nutriente mais perdido; além disto, ela contém água, que ajuda a diminuir o inchaço. Outro benefício do magnésio é que este mineral ajuda a saciar a vontade de comer doces.
  • Nozes e castanhas, ricos em gorduras insaturadas, elas estão relacionadas à melhora do humor, já que ajudam a regularizar o desequilíbrio hormonal, característico desta fase, mas devem ser consumidas com moderação, pois são calóricos.
  • Leite e derivados, que são ricos em cálcio, nutriente muito perdido nesta fase, entretanto deve ser dada preferência a leite e iogurtes desnatados e aos queijos brancos. O Cálcio auxilia na depressão e irritabilidade.
  • Óleo de prímula, rico em ômega 6 ( tem em cápsula). Ideal é tomar alguns dias antes da TPM.
  • Eliminar cafeína, refrigerantes, álcool e alimentos gordurosos.
  • Comer 4 a 6 refeições por dia e não “pular” refeições.
  • Ingerir maior quantidade de líquidos.
  • Praticar 20 a 30 minutos de exercício físico, três vezes por semana (corrida, caminhada, ciclismo, natação).
  • Utilizar técnicas de relaxamento (respiração profunda, ioga, meditação), repousar no período mais agudo, não planejar atividades estressantes para essa fase.

Nenhum comentário:

Postar um comentário