Perfil

Criamos esse espaço para que nossos pacientes, amigos e curiosos por nutrição possam sempre encontrar informações, novidades, receitas e dicas que vão de encontro ao nosso atendimento. Esperamos que vocês curtam!

CONTATO:

Rua Dr. Montaury 1441 sala 402. Caxias do Sul/RS
Tel: (54) 30664554
Whats: (54) 981557525
Email: clarisse@corporesanocaxias.com.br
Site: www.corporesanocaxias.com.br
Face: www.facebook.com/clarisse.zanette
Instagran: @clarissezanette

20 de março de 2013

Os ingredientes naturais que combatem as diferentes causas do mau hálito

Maçã, cenoura, gengibre e limão estão entre as armas para eliminar a halitose.

O mau hálito, cientificamente chamado halitose, tem mais de 50 possíveis causas. De acordo com o dentista Anderson Bernal, as origens mais frequentes são a saburra lingual, problemas periodontais, problemas respiratórios e hepáticos, estresse, hipoglicemia, alimentação inadequada, desidratação (ingestão insuficiente de água) e xerostomia, também conhecida como boca seca.

Alguns desses problemas têm soluções simples, como o aumento da ingestão de água que estimula as glândulas salivares e ainda ajuda a eliminar resíduos de todo o organismo, inclusive da boca. Embora se faça uma associação direta e exclusiva entre o mau hálito e a boca, o odor exalado também pode ser potencializado pela má digestão. Isso ocorre quando gases produzidos no intestino são incorretamente desviados para o estômago e, então, liberados pelas vias respiratórias, situação comum em pessoas de mais idade. Nesse caso, o chá de boldo pode ser de grande ajuda, prevenindo essa situação desagradável.

Quanto aos alimentos, a maçã, a cenoura, o pepino e o aipo, quando comidos crus e com casca, são os que têm maior ação de limpeza.

— Eles realizam uma espécie de raspagem dos dentes, impedindo o acúmulo de bactérias e livrando de possíveis odores indesejados. Para se ter noção de como é imediato o resultado dessa interação, experimente consumi-los quando sentir que os seus dentes estão um pouco ásperos, o que evidencia a formação de placa bacteriana. Após o consumo, passando a língua por eles novamente, você os sentirá lisinhos — indica o especialista.

Já o limão, que tem poder adstringente e bactericida, elimina as bactérias presentes na boca e em todo o sistema digestivo. Essa fruta ainda atua como reguladora do intestino, responsável por produzir diversos gases que muitas vezes acabam sendo eliminados pelas vias respiratórias. Para facilitar o seu consumo, vale acrescentá-lo às refeições e até pedir um suco adoçado.

Presente na categoria de alimentos antioxidantes e anticoagulantes o gengibre atua também como um ótimo adstringente natural, por estimular alguns processos digestivos. Desse modo, levar balinhas de gengibre na bolsa ou na mochila ou até mesmo acrescentá-lo às refeições pode ser uma estratégia para combater o mau hálito.

Outra boa opção é a hortelã. Amplamente utilizada em tratamentos medicinais, é também dotada de diversas propriedades que estimulam o sistema digestivo, além, é claro, de ter um aroma agradável.

— Ao mastigar as folhas dessa planta você direciona o suco formado pela saliva para o estômago, acelerando a digestão, e ainda fica com aquele gostinho de frescor na boca — diz Bernal.

Uma causa também bastante comum do mau hálito é o elevado nível de gás sulfídrico em nosso organismo. Ele é resultante dos processos metabólicos anaeróbicos – que ocorrem na ausência de ar – do nosso corpo. Nesse caso, o iogurte natural sem açúcar pode ser a grande solução, uma vez que ele age reduzindo os níveis desse gás que tem odor similar ao de ovo podre.

Fonte: Jornal Zero Hora RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário